9º ano e Ensino Médio representam Comitês da ONU

9º ano e Ensino Médio representam Comitês da ONU 29/11/2018

No trabalho de geopolítica internacional, os alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e do 1º, 2º e 3º anos do Ensino Médio da EGV representaram Comitês da ONU. A violência contra a mulher e o desaparecimento das Ilhas do Pacífico Sul foram os grandes temas abordados. Os alunos foram divididos em três grupos: um representando o Comitê ONU Mulher, outro representando a Unesco e um terceiro responsável pela cobertura jornalística das atividades dos dois Comitês.

Durante a atividade, cada aluno se transformou em um representante diplomático de um determinado país e recebeu um guia de estudos com a problemática do tema e a posição do país em relação a ele.

Os alunos responsáveis pela Unesco tiveram de elaborar propostas para conservar a cultura e a tradição das Ilhas do Pacífico Sul, que estão desaparecendo, e realocar a população que vive ali atualmente. Para abordar o tema, a turma teve de pesquisar muito sobre o aquecimento global, principal responsável pelo desaparecimento das ilhas.

Os representantes diplomáticos do Comitê ONU Mulher estudaram o problema da violência contra a mulher, a legislação de cada país acerca do tema e as questões sociais que dificultam a aplicação das leis. Na Índia, por exemplo, existe uma legislação bastante rigorosa em relação à violência doméstica. As mulheres, no entanto, não denunciam seus maridos.

Treinamento para 2019

Esta atividade foi apenas um aquecimento para o que acontecerá em 2019. “Ano que vem estaremos em contato com a própria ONU, que estimula este tipo de iniciativa”, explica o professor Márcio Noseda, de geografia. “A produção dos alunos pode até ser publicada no site da entidade”.

Repercussão inesperada

“A reação dos alunos à atividade foi surpreendente”, ressalta Noseda. “Eles se empenharam e se dedicaram muito, muito mesmo!”. O professor conta que a repercussão foi tão grande que chegou às famílias, que elogiaram o projeto e afirmaram ser de extrema importância para a formação dos jovens.

Compartilhe: